quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

PAISAGEM PINTADA DE VERDE

Feliz é o sertão
Quando a nuvem chora

Os pés de mandacaru
Arvoram de verde

Arvoram-se
Os pés de palma
Os pés de juá
As plantinhas do chão

Os bichinhos do mato
Também arvoram-se

Os caracóis
As mariposas
As cigarras
Os pirilampos
As jias e os jirinos

A paisagem agora é lume
Folhas de pitombeiras maduras
Caindo
Na terra molhada de sol

2 comentários:

lilian reinhardt disse...

Sua poesia é lume e nos refloresce a alma como o milagre da lágrima da nuvem sobre a paisagem sedenta ! Magnífico!

mirian disse...

Linda Poesia me sinto pequena diante da grandeza de suas palavras