quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

AS MAIS SIMPLES PALAVRAS

Minha poesia é simples
E cheia de palavras simples como

Vale peixe rio canoa
Pedra seixo barro areia

Terra planta àgua praia
Beira beirada barranco barranca

Remanso rebôjo ribeira ribanceira
Vida viola vereda varanda

Jenipapo graviola graveto gravatá
Presépio perau pitanga procissão

Chuva quintal vento argila
Remo escaler madrugada solidão

3 comentários:

Mariana disse...

as mais simples palavras dizem mais porque dizem a todos. aqui, pois, temos simples palavras pela beleza das coisas simples.

lindo poema!

Elisiana Alves disse...

...leio o seu poema e vejo um filme, as palavras soam e as imagens veem, a realidade de um mundo que "só nóis tem".



Felicidades em te encontrar.
Elisiana

Tereza Amaral disse...

Palavras simples,poesia simples.. aí reside toda beleza! Parabéns!